NOSSA HISTÓRIA

Nossa história na produção de alimentos se iniciou pela pecuária. Os fundadores da Fazenda da Barra iniciaram o projeto de criação de gado Guzerá em São Manuel – SP.

Vindo para Nazário-GO (onde hoje se localiza a Fazenda da Barra), demos prosseguimento à criação de gado Guzerá. Logo começamos a buscar meios mais rentáveis de produzir, aderindo o sistema ILPF (integração lavoura-pecuária-floresta) com a cultura do eucalipto.

Assim, passamos em seguida a usar o mogno africano (Khaya senegalensis) como cultura do sistema ILPF.Com o tempo, verificamos que o sistema ILPF não funcionou pois o gado tentava se alimentar de cascas das árvores, por serem muito nutritivas.Com isso, o gado Guzerá voltou para o sistema de pasto tradicional e passamos a produzir lavoura por dois anos.Entretanto, percebíamos uma necessidade de encontrar formas de produzir mais sustentáveis e ao mesmo tempo rentáveis.

Iniciamos o cultivo orgânico do bambu para produção de broto para alimentação. Além disso, é cultura que se torna a cada dia a matéria prima do futuro, em termos de produtividade e sustentabilidade.Do cultivo do bambu para broto (que hoje integra nossa agrofloresta), acabamos dando os primeiros passos para o sistema agroflorestal sintrópico, que surgiu recentemente como um manejo orgânico que produz um alimento mais saudável respeitando fauna e flora.

A AGROFLORESTA

Atualmente, a Fazenda da Barra ainda faz o melhoramento genético no gado da raça Guzerá, mas também se volta para a produção de alimentos em larga escala através da agrofloresta sintrópica.

Nosso objetivo é tornar viável a produção de alimentos orgânicos através desse manejo que respeita todos os elos da produção de alimentos: a terra, a natureza, o produtor e o consumidor final.