bamboo-01

Conheça a cultura do Bambu

Confira nessa página algumas informações importantes sobre a cultura do Bambu, que preparamos para você conhecer as diversas potencialidades desse cultivo.

Uma cultura sustentável

O bambu possui grande capacidade anual de troca de toneladas de CO2 por hectare, quase a mesma quantidade do eucalipto. Porém, diferente do eucalipto, o tempo de troca do bambu é maior pois a poda não é feita de maneira total, o que permite a cultura efetuar por mais anos esse processo.

Usos comerciais do Bambu

O Bambu pode ser usado para substituição a madeira em pisos e móveis, além de ser excelente para uso na fabricação de peças de moda, utensílios domésticos, óculos, obras de artes plásticas, brotos para uso alimentício e até como matéria prima para papel..

Tripé da sustentabilidade

A cultura do bambu tem importante participação nos quesitos do tripé da sustentabilidade. São eles:

Papel social

Retorno do homem ao campo para o plantio e manejo do bambu.

Papel ambiental

Função de contenção e recuperação de solos, troca de CO2, recuperação de nascentes, além de ser uma solução para substituir madeira e papel.

Papel econômico

Com alta rentabilidade, o bambu é uma opção produtiva interessante para o produtor rural.

A matéria-prima do futuro

Por sua versatilidade, o bambu tem sido cada vez mais utilizado como matéria-prima para construção civil.São alguns dos motivos:

  • ​Crescimento rápido.
  • Recurso renovável.
  • Troca de CO2.
  • Fibra de alta resistência.
  • Cultivo simples.
  • Alto aproveitamento da planta.

O bambu como fonte de alimento

O broto do bambu é uma rica fonte alimentícia, sendo um dos principais alimentos em países asiáticos.Composto 90% de água em sua composição, com 2 a 2,5% de proteína. Contém ainda glutamina, arginina e lisina entre seus 17 aminoácidos. É mais nutritivo que a maioria dos vegetais consumidos pelo homem. Está entre os vegetais que possuem as mais baixas calorias. 27 calorias para cada 100 gramas de broto de bambu.

Plantio e produtividade do Bambu

Para se plantar 10 hectares de bambu, estima-se um gasto de R$ 4.000 por hectare (variando conforme a espécie).Muitas variáveis entram em cena quando se trata de produção agrícola.

Chuvas, temperaturas, adubação, calagem e manejo também influenciam a produtividade. Para o bambu não é diferente, apesar de ter alta produtividade e ser uma planta rústica que se adapta até mesmo a solos com pouco nutrientes.Cada hectare rende por ano de R$ 8.000 a R$ 10.000 para o produtor, o que faz da cultura um excelente produto.

Sua grande utilidade em diversos segmentos proporciona um mercado amplo para venda dessa matéria-prima.

O bambu como fonte de energia

Ultimamente percebeu-se no bambu uma ótima fonte de energia. Devido a sua boa produtividade e rendimento na queima, o bambu é uma alternativa que garante grande quantidade de biomassa.
Produzindo cerca de 10 ton/ha de biomassa, o bambu tem alta taxa de crescimento. A quantidade de biomassa média que o bambu oferece varia dependendo das condições de chuva, sol e adubação, mas constata-se uma boa produtividade.

Coleção de espécies da Fazenda DaBarra

Existem diversas espécies de bambu por todo o mundo.
Abaixo, confira algumas das espécies cultivadas na Fazenda da Barra:

Dendrocalamus Asper

Características: também conhecido como bambu gigante, é do tipo  entouceirante  (não alastra),  vigoroso, chega a ter 25 m,  tolera  até  – 5 °C, diâmetro de 8 a 20 cm.

Usos: alimentação (brotos), móveis, construção civil, artesanato, laminados, carvão, celulose e papel, paisagismo e artesanato.

Dendrocalamus Strictus

Características: Possui colmos maciços ou com cavidade reduzida, flexíveis.  É considerado um bambo de estatura mediana, com altura entre 8 e 20 metros e diâmetro de 2,5 a 8 centímetros.
 
Usos: Por ser muito resistente, é utilizado na construção civil e estuda-se atualmente o consumo de sua farinha. Também é usado como fonte energética para caldeira (biomassa), celulose e papel, paisagismo e artesanato.

Dendrocalamus latiflorus

Características: Folhas largas verde-escuro de 25 a 40 cm de comprimento. Diâmetro de 8 a 20 cm, altura de 20 a 25 m. Resiste a -5º C.
 
Usos:  Cultivado sobretudo para a colheita do broto (produz um dos melhores brotos por seu alto teor de amido), construção civil (uso moderado devido ao grande teor de amido reduzir a durabilidade), paisagismo e artesanato.

Consórcio de bambu na agrofloresta irrigado para produção de brotos.

Bambusa oldhamii

Características: é a espécie mais cultivada nos EUA. Tem de 17 a 20 m de altura, diâmetro de até 10 cm. É densamente folheado.
 
Usos:  produção de energia (biomassa), móveis, construção civil, laminados, carvão, celulose e papel, paisagismo e artesanato.

Bambusa textilis

Características: conhecido como bambuzinho de jardim. Possui de 4,5 a 6 m de altura, bela textura e folhagem verde limão.
 
Usos:  utilizado principalmente para jardinagem e decoração de ambientes.

Guadua angustifolia

Características: nativo da América Central, é um belo bambu que alcança até 35 m e 21 cm de diâmetro.
 
Usos:  utilizado muito na construção civil por sua resistência e flexibilidade (uso em construções sismo-resistentes), produção de energia (biomassa), móveis, construção civil, laminados, carvão, celulose e papel, paisagismo e artesanato.

Bambusa ventricosa

Características: conhecido como bambu-barriga-de-buda, pode chegar a 17 m de altura. Possui colmo com nós curtos e avolumados. É extremamente bonito e atraente. Resistente a frio e clima seco.
 
Usos:  seu principal uso é para paisagismo e jardinagem (criação de cercas vivas, vasos, decorações e bonsais).

Compre mudas e produtos de bambu em nossa loja!